segunda-feira, 24 de março de 2014

Uma história feita de (quase) nada

Clicar nas fotos 
para as ampliar
Depois do pequeno-almoço, vim à janela da varanda 
que dá para o Largo do Leão fumar uma cigarrilha.

De repente vejo algo estranho no centro do Largo, agora 
despido de árvores. Seria um homem? Era um homem!

Que se passaria? O mesmo devem ter pensado algumas 
alunas da EPAD, a escola que se situa do outro lado do Largo. 
Aproximaram-se, primeiro a medo, depois mais afoitas.

Não sei se trocaram algumas palavras com o homem. 
Duas tiraram fotografias. Depois voltaram para a Escola. 

Pensei: não deve ser nada de grave, e recolhi a casa. 
Pouco tempo depois, verifiquei que o homem tinha partido
deixando atrás de si uma história feita de (quase) nada. 

Sem comentários:

Publicar um comentário