sábado, 25 de março de 2017

Celebremos a Europa


A Europa ocidental uniu-se após a II Guerra para evitar novos conflitos e proteger-se da disputa pelo mundo em que a União Soviética e os EUA se lançaram. A ideia vingou, num planeta em mudança acelerada. Hoje precisa de uma reinvenção.


Testemunho da minha filha Isabel postado no FaceBook:

sexta-feira, 24 de março de 2017

Puzzle do quadro "Van Gogh's bedroom in Arles"

Exercício proporcionado pela Educadora Helena Martinho 
aos meninos do Jardim de Infância do Vimeiro (Lourinhã)
sobre um quadro do pré-impressionista holandês Van Gogh



terça-feira, 21 de março de 2017

Dia Mundial da Poesia

O álbum “Sonho com Asas”, galardoado no VII Prémio Internacional Compostela (entre 255 trabalhos de 21 países) e nomeado como “melhor livro infanto-juvenil” de 2017 pela Sociedade Portuguesa de Autores, é apresentado hoje na Maratona da Poesia de Setúbal.


quinta-feira, 16 de março de 2017

Prémios 2017 da Sociedade Portuguesa de Autores: “Sonho com Asas" esteve na Gala SPA / RTP


Fátima Afonso (ilustração), Margarida Noronha (Kalandraka) 
e Teresa Martinho Marques (texto)


Prémios SPA Autores 2017: importâncias relativas...

Ontem realizou-se no Centro Cultural de Belém a gala da entrega dos prémios atribuídos pela Sociedade Portuguesa de Autores aos melhores de 2017. Acompanhei a emissão televisiva da RTP-2 até ao final da entrega dos prémios de Literatura. Que posso testemunhar?
Nas galas de entrega de prémios no cinema e no futebol, por exemplo, os nomeados são colocados nas primeiras filas. Na gala da SPA, um nomeado pode ir parar à 20.ª fila... Afinal, quem é mais importante, os autores nomeados ou as dezenas de pessoas “importantes” que gostam de ser vistas na televisão?
Houve três prémios de Literatura: ficção narrativa, poesia e literatura infanto-juvenil. Ganharam, respectivamente, José Rentes de Carvalho, Maria Teresa Horta e João Pedro Mésseder. Curiosamente, nenhum destes autores se apresentou no palco para receber o prémio! Achei muito estranho este facto. Ou foi uma coincidência estranha? 
A gala terminou em grande com a conversa de António Lobo Antunes.

quarta-feira, 15 de março de 2017

3,14159... em Bruxelas


Ontem celebrou-se o Dia do PI na Escola Europeia. 
A minha neta Inês esteve lá, muito empenhada na tarefa que lhe coube. 
Ah, e houve uns docinhos na festa...



segunda-feira, 13 de março de 2017

Rentes de Carvalho vota em Geert Wilders

Esta manhã ouvi uma notícia na rádio que me perturbou. Foi ela um excerto de uma entrevista dada por José Rentes de Carvalho à Antena-1. Depois fui ao seu blogue  e constatei que no seu post de ontem ele deu uma explicação para a sua intenção de voto.
Para quem não sabe, José Rentes de Carvalho não é uma pessoa qualquer (cf. aqui  e aqui): é um intelectual respeitado na Holanda (onde foi professor de Literatura Portuguesa na Universidade de Amsterdão durante muitos anos) e em Portugal (o seu livro “O Meças” está nomeado para prémio 2017 da Sociedade Portuguesa de Autores como “melhor livro de ficção narrativa”). 
 O seu testemunho fez-me reflectir, sendo certo que sempre aprendi com as pessoas mais velhas. Neste caso, tive a confirmação de que a realidade nem sempre é tão a preto e branco quanto pensamos ou nos querem fazer crer.

Obras no Largo do Leão (V)



sexta-feira, 10 de março de 2017

Parabéns Filipe!

Notícia
Filipe Duarte Santos é o novo presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável, sucedendo ao oceanógrafo Mário Ruivo que morreu em 25 de Janeiro. Licenciado em Geofísica e doutorado em Física Nuclear, foi professor de Física na Universidade de Lisboa e é especialista em alterações climáticas. 
Fomos colegas no Laboratório Nuclear de Sacavém, na Faculdade de Ciências de Lisboa (onde fui docente entre 1965 e 1980) e fizemos parte de uma Comissão (1971-1975) de cujo trabalho surgiu a Sociedade Portuguesa de Física.

quarta-feira, 8 de março de 2017

Dia Internacional da Mulher


Diogo Queiroz de Andrade (PÚBLICO, 8.Março.2017)
Ser feminista é defender a estrita igualdade entre homens e mulheres em tudo, é promover a liberdade de escolha para mulheres e para os homens.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Estou farto...

... dos trumps, dos putins, dos assads, das marines, dos wilders, dos erdogans deste mundo, e dos ricardos salgados, dos bavas, dos granadeiros, dos varas, dos cavacos, dos sócrates, dos núncios deste País. Vou refrescar o olhar por coisas belas, como a planície ribatejana vista do miradouro de Nossa Senhora do Pranto (Chamusca) com o Tejo e a serra de Aire ao fundo. 


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Condecoração já!

Clicar para ampliar
Isto está longe de estar esclarecido
Rui Tavares (27.Fev.2017)
Não, Assunção. Não é possível dizer que “o país deve muito ao doutor Paulo Núncio pelo trabalho de combate à fraude e à evasão fiscal”, como fez ontem a líder do CDS ao referir-se ao ex-Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais [Paulo Núncio] que deixou escapar (ou, na prática, impediu) a publicação das estatísticas oficiais sobre transferências de dinheiro para paraísos fiscais.
Nota - Assunção disse ainda que Núncio tem uma "grande elevação de carácter". Condecoração já!

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Offshores, o quê? Não foi nada connosco!

José Pacheco Pereira (25.Fev.2017)


Desde Passos Coelho, furioso e malcriado na Assembleia, até ao passa-culpas do anterior secretário de Estado dos Assuntos Fiscais Paulo Núncio, até ao silêncio da ex-ministra das Finanças que acha que não é nada com ela, todos estão a tomar-nos por parvos. Afinal, a culpa foi dos serviços que não fizeram a estatística devida, ou dos procedimentos informáticos, que, pelos vistos, foram modernizados só para um dos lados do escalão de rendimentos, mas que parecem funcionar muito mal no topo dos rendimentos, porque, tanto quanto eu saiba, não foram os funcionários públicos, nem os reformados, nem os empregados do comércio, nem os operários, nem os enfermeiros, nem os polícias, que colocaram o dinheiro em offshores. Aliás, já não é a primeira vez que este tipo de implausibilidades acontecem nas finanças do Governo PSD-CDS, como foi o caso da “lista VIP”, já muito esquecido.

O Carnaval no Jardim de Infância do Vimeiro...

... está a ser divertido, tendo como pano de fundo factos históricos relevantes (invasões francesas, linhas de Torres Vedras, batalha do Vimeiro... cf.  Centro de Interpretação da Batalha do Vimeiro).
O comandante do garboso regimento é Helena Martinho, uma Educadora de Infância que está sempre disponível para brincar com os seus meninos :)


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

I had a dream...


[...] eu tinha o sonho de ser professor catedrático e cheguei a professor catedrático...
in entrevista de Cavaco Silva à RTP1, 23.Fev.2017 (6min 10seg)