terça-feira, 9 de agosto de 2016

Basta de imagens de incêndios nas televisões!

João Miguel Tavares (Público, 09.Ago.2016)
[...] A falta de seriedade com que nós enfrentamos os problemas da floresta portuguesa só tem paralelo na histeria que toma conta das televisões assim que, para citar Quim Barreiros, entra Agosto. Há mais de dez anos que se fala em auto-regulação das televisões, por uma razão muito atendível: estimando-se que um quarto dos incêndios tem origem criminosa e estando comprovado que os pirómanos se entusiasmam com a sua cobertura, o festim de chamas serve de alimento a futuros fogos. [...]

[Partilho obviamente desta preocupação. Em 29 de Julho fiz uma pergunta no post desse dia: “Estaremos a ajudar a criar pirómanos” quando as estações de televisão repetem ad nauseam imagens de incêndios?]

Floresta laurissilva, Madeira (foto David Francisco)

1 comentário:

  1. O blogue fogos2017.blogspot.com apresenta imagens de satélite de alta-resolução (10 metros/pixel) dos fogos que ocorreram em Portugal em 2017. São centenas de imagens a cores, muito detalhadas, do "Antes e Depois" dos incêndios (mostram a mesma zona lado a lado, antes e depois do fogo). As imagens ajudam a perceber a dimensão dos fogos e o seu impacto nas populações. É preciso ver o que se passou para perceber, decidir, ajudar.

    ResponderEliminar